segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

ÁFRICA- ORIGEM DAS LUTAS MARCIAIS – A ARTE DO COMBATE EM KUSH- NÚBIA O ATUAL SUDÂO


Por Malachiyah Ben Ysrayl.

Historiador e Hebreu-Israelita
E-mail: walterpassos21@yahoo.com.br
Msn: kefingfoluke1@hotmail.com
Skype: lindoebano
Facebook: Walter Passos

Milhões de africanos na África e nas Américas praticam diversas modalidades de artes marciais, como a luta livre, jiu-jutsi, kung-fu, judô, karatê, Tae Kwon Do, hapkido, aikido, boxe, luta Greco-romana, capoeira, ninjutsi, e outros estilos.

Os lutadores pretos possuem um número incontável de fãs e nomes marcaram a história do boxe, a exemplo de Mohamed Ali, Mike Tison, Holyfield, George Foreman, entre outros. Atualmente um lutador brasileiro tem levantado as platéias pelo seu estilo e conclusão nos combates do MMA: Anderson Silva.

Se perguntarmos a um jovem preto sobre a origem das lutas marciais, imediatamente ele reportará aos países asiáticos, especialmente a China, Japão e a Coreia. E citará a capoeira como uma luta de origem afro-brasileira.

A maioria dos jovens pretos concordará com estas respostas porque assim aprendeu nos livros didáticos, nas revistas de esportes e nas academias. Inclusive terá como referência histórica as lutas gregas como a matriz, o início no planeta da arte das técnicas de combate. Fato corroborado sempre nos jogos olímpicos que tentam perpetuar o equivoco histórico e lamentavelmente milhões de africanos acreditam nesta falácia.

Como a origem da vida e a civilização se deram no continente africano, todas as ciências lá também surgiram, dentre elas a medicina, filosofia, matemática, astronomia e muitas outras, cujos estudos temáticos foram postados neste blogger:

VERDADEIRO PAI DA MEDICINA – IMHOTEP OU HIPÓCRATES?


AKHENATON E ÉDIPO - HISTÓRIA OU MITO - O PLÁGIO DOS GREGOS DA HISTÓRIA AFRICANA

A ESFINGE DE GIZÉ – A ESFINGE COPIADA PELOS GREGOS - A TENTATIVA DE BRANQUEAMENTO E A MUTILAÇÃO DA ESFINGE DE GIZÉ.

Neste artigo, iremos desmitificar esses ensinamentos e conduzi-lo a uma maravilhosa viagem no tempo para o local da origem das lutas marciais: África.
O erro histórico tem sido corrigido de uma forma eficaz, através de inúmeros documentos recém-descobertos em terras africanas: iconografia, literatura das civilizações do Vale do Nilo, combinada com estudos etnográficos.

A Civilização Kush-Nubia foi o palco das primeiras artes marciais, inúmeros documentos estão sendo estudados no antigo Kemet (nome correto para o antigo Egito) que retratam as artes marciais do povo núbio. Kemeth e Núbia tiveram em muitos períodos da história relações econômicas estáveis e períodos de turbulência política. Acredita-se que a civilização de Kemet se originou de migrações de Kush-Nubia, inclusive muitos deuses cultuados em Kemth foram deuses de Kush-Núbia, o exemplo é a deusa Isis. Apesar da civilização de Kush ter fechado por um grande período as suas fronteiras por Kemth para manter a sua pureza étnica.

As artes marciais surgidas em Kush e posteriormente divulgadas em Kemet possuíam todo um espírito filosófico com técnicas apuradas de respiração.

As escavações revelaram em monumentos de Kemet as técnicas de combate dos núbios que remontam a 2800 a. C. Uma das interessantes figuras retrata uma vitória de um kemita sobre um lutador núbio.

A luta entre o egípcio e o Núbio é ilustrada da direita para a esquerda em quatro "frames". O egípcio está usando a roupa de um soldado. No segundo quadro, o egípcio tem o seu braço esquerdo sobre e em torno da cabeça do Núbio. Penetrando em um joelho sob seu oponente, o egípcio, simultaneamente, elevadores entre as pernas do núbio, enquanto curiosos em um movimento descendente em sua cabeça. O Núbio é derrubado no chão e colocado de costas, no quadro final. O lutador egípcio está sobre seu adversário com os braços levantado em uma pose tradicional de vitória antes do Faraó.

A civilização grega apropriou-se dos ensinamentos africanos e também as suas técnicas de defesa, tanto assim, que chamou de pankaration (Παγκράτιον), que significa todos os poderes, uma mistura de boxe e luta livre, com golpes e técnicas que incluem socos, chutes, estrangulamentos, agarramentos e imobilizações. Segundo a mitologia helênica, o pankaration eve início com Hercules e Teseu. Os estudos revelam que até a palavra pankaration é de origem africana (Kemeth). O prefixo "pan" significa "todos". O sufixo "ção", ou "ion" denota ação ou estado de ser. O "Krat" porção da palavra define o conceito de "poderes" no pankration. Krat diz respeito aos métodos completos de luta que são exemplificadas pela prática de várias formas de combate. A palavra grega "Krat" pode também referir-se ao agrupamento de três palavras encontradas em um vocabulário antigo de Kemetic.

O sistema de escrita antiga kemita é conhecido como MEdu Neter. Os gregos chamaram de hieróglifos , ou os escritos dos Deuses. No MEdu Neter a palavra "Ka" tem um duplo significado: lidar com o espiritual e o físico. "Ka" significa a energia vital da alma. Observe o conceito e ortografia do Ka no antigo Kemet e as palavras "ki" em japonês, e "chi" em chinês. As três palavras referem-se a uma energia vital interna. Em Kemet, a palavra"Ka" também significa o corpo físico, ou mais precisamente, "o corpo morto".

A palavra "Ra", ou "res" significa acordar, para manter-se acordado, ou para assistir. Ra é também o nome dado ao Sol, que re-se por notícias circulando para voltar a aparecer a cada dia. Ra, a palavra fala de regeneração.

"Te", ou "t" significa mão. No antigo sistema Kemita, “t” era representado por uma mão. A palavra "Te" significa fora, para sair, para emitir, para dar, para definir, ou ao lugar. "Te" denota ação. Além disso, observe que a palavra japonesa para a mão também é "Te".

O Krat no pankration significa poderes e pode ser derivada a partir dos conceitos kemitas mais antigos de Ka (energia física e espiritual vital), ra (a levantar-se, para regenerar), e "Te" (o ato de).

É interessante notar que, no Japão, as palavras Karate (空手), ou Karate Do traduzem o significado de "caminho de mão vazia". Kara significa "vazio" e "Te" |手| | literalmente "mão", é o mesmo em Neter MEdu, como indicado acima. A palavra "do" significa caminho (em chinês é "tao"). Note-se que lendário mestre das artes marciais Masutatsu Oyama escreveu em seu primeiro livro O que é Karatê?, publicado em 1958, que "Os registros mais antigos que temos são de combate desarmados em hieróglifos das pirâmides do Egito ...". Oyama faz referência específica a Beni Hasan como fonte de artes marciais. Da mesma forma, Hawaiian Kenpo Karate, que nasceu Grandmaster Ed Parker , universalmente reconhecido como "Pai do Karate-americano", escreveu em seu primeiro livro "Kenpo Karate - Direito do punho e da mão vazia", que "os registros apresentam ligações do Kenpo Karate (ênfase Mr. Parker ), desde o tempo do Império Egípcio ".

As evidências históricas são fartas e os estudiosos atuais sabem que a luta conhecida como greco-romana está representada em ilustrações nas paredes de tumbas da região do antigo Egito chamado Mahez, que foi renomeado como "Beni Hasan", ou "monte de o filho da família Hasan ". Estas ilustrações apontam para uma ciência bem desenvolvida na Núbia e que atingiu o auge de expressão no Egito. São centenas de pinturas com diversas técnicas de golpes, como chutes, socos, estrangulamentos, uso de bastões, e diversos tipos de arma branca.
A luta livre núbia é como uma Pedra de Roseta das artes marciais, pois contém as origens e conceitos-chaves para entender as artes marciais que foram desenvolvidos milhares de anos depois, em várias regiões do planeta.

Detalhe do túmulo de Khety descreve técnicas de bloqueio de luta e articulação.


Guerreiros Núbios demonstrando chutes e técnicas de finalização (Túmulo de Amenemhat, 12ª Dinastia do Egito.)

Boxe e faixas personalizadas ( leste da parede do túmulo do governador Khety)

O uso pela primeira vez de faixas por dois competidores em combate (túmulo de Khety, 11 Dinastia do Egito)


Lutadores núbios

Há remanescentes destes lutadores africanos?

- Sim, são os Nubas. Vivem nas Montanhas Nuba e estão localizados no sul da Kordofan, cobrindo cerca de 30.000 quilômetros quadrados, aproximadamente do tamanho da Escócia no centro geográfico do Sudão.

A ciência das artes marciais foi modificada pelos povos ocidentais e perdeu muita a sua essência original de justiça, ações corretas e verdade, meditação, concentração na respiração, controle e correta liberação de poderosas forças internas. Com a destruição da biblioteca de Alexandria muitos ensinamentos das artes marciais foram perdidos, mas as escavações nos têm mostrado a veridicidade que todo o conhecimento, e entre eles, a essência das artes marciais, é de origem africana.

Shalom!

27 comentários:

Anônimo disse...

kkkk tudo foi o negro que inventou né? mais pera ai, tudo que o negro inventou se perdeu? não seria o negro imcompetente.

Junior disse...

Muito boa materia Irmão!

Jean Roberto disse...

O anônimo aí provem de raça que não pensa?? Tipo: europeu! kkkk

Vocês europeus são um bando de plagiadores! UM BANDO DE BURROS!!

Boa matéria, irmão. Black Power!!

Makini Oluchi disse...

É difícil acreditar que nas complexas civilizações africanas alguma coisa deixou de surgir , África é berço de tudo .
Europa: civilizações primitivas,que aprenderam e se desenvolveram através do contato e roubo dos avanços das várias civilizações africanas que os colonizaram .....
Muito bom artigo!!!!!!

Mandingo disse...

Irmão Walter, tem um livro muito bom de um historiador chamado Obi, dos Estados Unidos, sobre as artes marciais da região Congo Angola, que são referenciais para a capoeira, mas também pra lutas de agarramento. Mesmo nos livros que falam sobre o surgimento do Kung Fu na China, as gravuras antigas mostram Indianos Negros ensinando a luta.

Amen Hotep disse...

Para o covarde anônimo: O homo
sapiens-sapiens negroide africano, a trinta mil anos atrás, sofreu uma MUTAÇÃO GENÉTICA despigmentando-se que deu origem ao homem "branco". O seu cérebro, e toda a sua herança genética, é uma invenção africana. Se duvidar, é só estudar e parar de duvidar das pessoas que usam o cérebro.

VOCÊ, ANÔNIMO, É UMA INVENÇÃO DO NEGRO E NÂO SABE.

Excelente matéria, Valter!

Parabéns!

Eu, AMEN HOTEP !

selasie disse...

lembro que lia alguns livros antigos do Egito antigo e ficava intrigado som essa fotos que foram colocado na matéria , acredito que os plagiadores Europeus aprenderam as lutas e hoje temos o lutas grego Romano que na verdade e de origem Kemit , mas o mais antigo que tinha investigado era na Índia devida invasão Ariana no continente

selasie disse...

lembro que lia alguns livros antigos do Egito antigo e ficava intrigado som essa fotos que foram colocado na matéria , acredito que os plagiadores Europeus aprenderam as lutas e hoje temos o lutas grego Romano que na verdade e de origem Kemit , mas o mais antigo que tinha investigado era na Índia devida invasão Ariana no continente

Anônimo disse...

AH, VCS DIZEM QUE BRANCOS SÃO PLAGIADORES, MAIS ISSO NÃO COLA, VCS NÃO TEM ARGUMENTOS, REPAREM UMA COISA AONDE TEM MUITA CONCENTRAÇÃO DE PESSOAS NÃO BRANCAS , A POBREZA , A MISERIA, A VIOLENCIA IMPERA ALI, ISTO É NITIDO, PAÍSES ONDE A MAIORIA NÃO É DE BRANCO É UM ATRAS, KKKK AONDE ESTA A CAPACIDADE DOS NEGROS TÃO INVENTIVOS????KKK

Anônimo disse...

AH, VCS DIZEM QUE BRANCOS SÃO PLAGIADORES, MAIS ISSO NÃO COLA, VCS NÃO TEM ARGUMENTOS, REPAREM UMA COISA AONDE TEM MUITA CONCENTRAÇÃO DE PESSOAS NÃO BRANCAS , A POBREZA , A MISERIA, A VIOLENCIA IMPERA ALI, ISTO É NITIDO, PAÍSES ONDE A MAIORIA NÃO É DE BRANCO É UM ATRASO, KKKK AONDE ESTA A CAPACIDADE DOS NEGROS TÃO INVENTIVOS????KKK

Anônimo disse...

Sabe o que eu tenho raiva ? do vitismo do povo negro, o coitadismo,sempre é aquela historia, se as nações negras não desenvolveram é porque o branco não deixou, nunca é por falta de capacidade dos povos negros, os judeus sempre foram perseguidos ao longo da historia , tanto quando os negros, mais os judeus se estruturaram e hoje são uma nação rica, prospera, os chineses foram praticamente escravisados pelos japones, tomaram terras, tomaram praticamnete o país, mais o que vemos hoje ? chines trabalhando, economia crescendo, uma da maiores economias do mundo.Os negros vão precisar de mais quantos seculos para se desenvolver? Agora convenhamos, um povo que vcs dizem que inventou tudo que existe na face da terra, que é o povo mais inteligente que todas outras raça, que ensinou tudo aos brancos, não conseguem se desenvolver de jeito nenhum, não conseguem se reconstruir, isso é muito contraditorio, o nome disso se chama falta de capacidade e inteligencia.

Anônimo disse...

a intolerância seja contra negros ou contra brancos é nefasta

Amenhotep disse...

Os comentários destes anônimos, são dignos de cães que latem para pássaros que voam. Não passam de nazistas disfarçados. Cães adestrados a serviço da madrasta Europa. Demônios travestidos de seres humanos. Homo-neandertalis descendentes,tentando se passar por homo sapiens-sapiens.

Pedro Álvares Cabral, James Cook, Abel Tasman, Cecil Rodes, Cristóvão Colombus, Américo Vespúcio, Vasco da Gama, Peter Botha = roubo, saques, estupros, holocaustos, e uma série de homem de neandertal descendentes destruindo a natureza, tudo e a todos apelidando-se de colonos, agricultores, etc.

Eu, AMEN HOTEP.

Gilberto Antônio Silva disse...

Achei muito interessante o artigo, parabéns. Ele levanta muita informação das raízes das artes marciais. Só não posso concordar com algumas coisas que vi aqui e nos comentários, com termos como "roubo", "apropriação", "plágio", referindo-se aos europeus ou outros povos. Sempre existiu intercâmbio e influências de artes marciais entre si. É algo perfeitamente normal. Da mesma forma, o ser humano tem um corpo finito, portanto técnicas parecidas podem ter surgido espontaneamente em vários lugares da Terra, mesmo porque nossa herança primata nos privou de garras e dentes mas nos deu uma mão preênsil. Não podemos nos espantar ao encontrar lutas de agarre em diversas culturas, pois é algo típico do ser humano. Não creio que exista um único lugar isolado onde as artes marciais nasceram. Elas sempre estiveram presentes na vida do ser humano, em todos os pontos do planeta e em todas as épocas.

Anônimo disse...

quantos anos os chineses levaram para se levantar? os japonenes? são nações milenares. os europeus se levataram ontem sera porque? não é só o povo negro que passou por este tempo de trevas. a onde estão os astecas os quetuas os maias que construiram grandes munumentos não estão no meraco de trabalho? não porque os espanhois tomaram conta de tudo e os desendentes dete povo estão na miséria nos andes. assim como tinvemos momentos de glória agora estamaos passando momentos dificeis mas quero profetizar as coisas estão mundando e o continente africano tão pilhado e humilhado nestes ulltimos ceculos vai se levatar em nome de jesus

Aruanda Poética disse...

VAI SE LEVANTAR, OU VAI SE DEVASTAR MAIS AINDA?

PERDENDO SUAS TRADIÇÕES, SUAS CRENÇAS, SUA CULTURA. SENDO EVANGELIZADOS (ESCRAVIZADOS) POR OUTRAS RELIGIÕES QUE SÓ VÃO PARA A ÁFRICA PARA USURPAR O QUE RESTOU DO POVO AFRICANO.

A ÁFRICA NÃO SE REESTRUTUROU QUERIDO ANÔNIMO POR QUE É UM VASTO CONTINENTE, NÃO UM PAÍS COMO A CHINA OU O JAPÃO. A ÁFRICA FOI DEVASTADA DURANTE SÉCULOS, FOI ROUBADA SIM, TIRARAM TODOS OS DIREITOS DOS AFRICANOS, CADA QUAL COM SUA PECULIARIDADE, SUAS PARTICULARIDADES E SUAS COMPLEXABILIDADES NÃO TINHAM COMO CRIAR UMA UNIDADE LINGUÍSTICA, CULTURAL E SOCIAL PARA QUE PUDESSEM REESTRUTURAR A ÁFRICA.

Anônimo disse...

Egito foi uma potência isso sem dúvida, mas existiram outras grandes civilizações também como os caldeus ou babilonicos e etc. XD e eles também ajudaram no desenvolvimento de muitas tecnologias antigas , ninguém robou de ninguém os gregos foram lá para aprender, não existe cor branca , kkkkkkkk branco é meu papel , e a nação egipcia no periodo médio era uma nação multietnia. OBS= quem destruiu a nação egipcia foi o cristianismo e o islamismo , religiões monoteistas , os pagãos respeitavam muito o egito . se querem voltar para cultura negra largue esse cristianismo que foi inventado por um homem romano chamado constantino ... e voltem para o kemetismo , verdadeira religião egipcia.
PAZ

Anônimo disse...

EU sou descedente dos caldeus e não estou nem ligando se o egito era negro ^^, parabèns para o povo negro , tenho orgulho do meu povo caldeu onde abrahão nasceu ..

egito era uma potência concordo com isso, mas não era única..


Márcio Silvio disse...

Todo verdadeiro praticante de arte marcial valoriza a essência do que estuda, e entende as artes marciais como um legado humano, sem qualquer nacionalismo, salvo pela questão histórica - e pelo que vejo, é o que está sendo tratado aqui. Parabéns pela pesquisa.

Saudações marciais!

Anônimo disse...

Voces me parecem racistas inteligentes!

Anônimo disse...

É possível que as primeiras artes marciais sejam africanas(criadas pelos negros nativos) ou européias(criadas pelos neandertais).

Entretanto os documentos mais antigos de uma arte marcial são da índia se referem ao kalaripayattu, desta surgiram as demais artes marciais asiáticas, somente nos ultimos seculos é que o ocidente conheceu as artes marciais asiáticas, embora possuísse seus sistemas de luta de origem grega os quais podem ter sido criados com base em artes marciais africanas, entretanto isto nao prova que as lutas africanas existiam há mais tempo que o kalaripayattu indiano

edemir disse...

se os bracos são auto suficientes porque sairam mundo a fora roubando e saqueando e quando chagavam em algum lugar la da de cara com civilização os prios europeus nen são originarios da europa são nemades e porque os artefatos africanos e de pessoas negras estão nos museus da europa e muitos foram roubados da africa é porque os branos sabem que não tem historia e que precisa dos negros e da africa para construir a historia

Paulo Gavinho disse...

Discutir racismo não cabe neste tópico. Achei interessantíssima esta teoria. Eu havia recuado até a Grécia, com o pancrácio, como origem de tudo. Mas agora vou rever tudo.

Anônimo disse...

BLACK POWER FOREVER!!

Sandro Cleber disse...

Muito boa matéria, estou fazendo um artigo sobre artes marciais e gostaria das referências se possível for. Desde já agradeço a atenção.

Deus do Pântano disse...

A África nunca foi inferior as culturas das outras partes da Terra , muito pelo contrario , por muitos milênios foi um polo dispersor de cultura e varias inovações . Não tem haver com "eles e nós " apenas NÓS . Os grupos europeus e asiáticos brancos não são raças , nunca foram , são descendentes de africanos negros que se adaptaram as condições climáticas e de baixa radiação solar . Nada mais .Sou tipo caucasiano , descendente de portugueses por parte de pai , e de europeus indefinidos por parte de mãe , e não vejo problema algum em descobrir que meus antepassados mais antigos eram africanos negros . Muito pelo contrario , acho fabulosa a verdade .

Anônimo disse...

Muito boa a matéria, como o colega Paulo Gavinho comentou a mais de um ano atrás ... é necessário rever tudo ... se é ou não a mais antiga, nem de perto tira o fato de ser fascinante, vou dissecar o assunto, parabéns pelo blog!

PRETAS POESIAS

PRETAS POESIAS
Poemas de amor ao povo preto: https://www.facebook.com/PretasPoesias