segunda-feira, 2 de novembro de 2009

A FOME NA ÁFRICA - OS MITOS DA FOME AFRICANA

Por Aidan Foluke, membro da COPATZION, Tesoureira do CNNC/BA e Acadêmica de Enfermagem. E-mail: vanessasoares13@hotmail.com

Skype: aidanfoluke


Um dos primeiros relatos bíblicos sobre a fome está relacionado com KEMET onde José interpreta um sonho do faraó e abastece os celeiros por 07 anos, e torna-se a salvação para todas as nações circunvizinhas e por este motivo os hebreus foram residir em Kemet. A África sempre é relacionada como local de bênçãos tanto assim que lá foi o Jardim do Éden.

No dia 16 de outubro, dia Internacional contra a fome, os olhos do mundo se voltam para as populações pretas no planeta que é sua maior vítima. Esta data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO). Interessante lembrar que algumas nações participantes da ONU foram às principais colonizadoras e destruidoras do equilíbrio do continente Africano. Celebrado em mais de 150 países o dia mundial contra a fome (ou dia mundial da alimentação) tem como objetivo conscientizar a humanidade sobre a difícil situação enfrentada pelas pessoas que passam fome e estão desnutridas, e promover em todo o mundo a participação da população na luta contra a fome.

Segundo dados da ONU, 854 milhões de pessoas sofrem de fome em todo mundo, e, aproximadamente 24 mil pessoas morrem de fome por dia. Desses, estima-se que 16 mil sejam crianças.

A maioria das pessoas quando ouve a palavra África associa à pobreza, AIDS, guerras étnicas, pecado, demonismo e principalmente a fome. O Continente-Mãe se tornou o modelo da morte (vitória do colonizador- cristão imperialista que conseguiu desestruturar sociedades equilibradas).

Inventaram mitos para culpar os próprios africanos e afro-diásporico da pobreza e da fome, fazendo com que fossem esquecidas as causas do empobrecimento da população: Colonialismo e Racismo - de mãos dadas se apropriaram das riquezas naturais, escravizaram e mudaram hábitos alimentares e de cultivos, escondendo os reais motivos do empobrecimento e da fome dos pretos no planeta.

Poverty in Africa - In your Eyes




Entre algumas mentiras propagadas, destacamos:

A NATUREZA É A PRINCIPAL CAUSA DA FOME NA ÁFRICA - MENTIRA

Ecologicamente equilibrados os sistemas alimentares africanos foram prejudicados, pois as melhores terras agrícolas foram tomadas para o cultivo de café, cana de açúcar, cacau e outras colheitas de exportação que eram vistos como os meios para o desenvolvimento econômico de acordo com a teoria neoclássica da vantagem comparativa. Privados e fundos do governo foram investidos para desenvolver estas culturas, enquanto a produção de alimentos para a maioria pobre foi negligenciada. Milhões de hectares de florestas e árvores foram destruídos, roubando a terra do reabastecimento orgânico. Culturas de exportação como algodão, amendoim e tabaco absorvem grandes quantidades de nutrientes do solo. Após a colheita de cada ano, o solo foi deixado nu e desprotegido levando a erosão acelerada. É esta infeliz, mas evitável situação que tem contribuído para a fome provocada pela desertificação de vastas áreas na África.

A FOME É CAUSADA PELA SUPERPOPULAÇÃO - MENTIRA

Contrariamente à opinião popular, a fome não é causada pela extrema densidade populacional. Se fosse, nós esperaríamos encontrar fome generalizada em países densamente povoados como Japão e Holanda e pouca ou nenhuma fome nos países de baixa densidade populacional como o Senegal e Zaire, onde, de fato, a desnutrição e a fome são comuns.
Os africanos usam uma porcentagem muito pequena dos recursos do globo. Por exemplo, 850 milhões de habitantes da África (11,3 % da população mundial) consomem apenas 2,4 % da energia comercial do mundo, enquanto 300 milhões de pessoas os EUA (4,9 %da população mundial) consomem 25,1%
É verdade que a taxa de crescimento da população da África (3,0% por ano) é maior do que a de qualquer outro continente. É importante, no entanto, para compreendermos a relação real entre as taxas de crescimento populacional e da fome. Elevadas taxas de crescimento da população não causam fome. Ao contrário, ambos são conseqüências das desigualdades sociais que privam as maiorias pobres - especialmente mulheres - da segurança e oportunidade econômica necessária para que optar por ter menos filhos.

OS GOVERNANTES AFRICANOS SÃO OS RESPONSÁVEIS PELA NÃO PRODUÇÃO DE ALIMENTOS - MENTIRA

Para colocar toda a culpa nos governos africanos é dar a entender que eles só controlam o destino dos seus países. As forças que institucionalizou a fome em África são compostas por corporações transnacionais, os governos ocidentais, agências internacionais e as elites africanas, bem como os governos. A África é um continente diverso, com mais de 50 governos que vão desde alguns que são descaradamente anti-agricultores e de pessoas que realmente tentando ajudar a maioria pobre. Mas em cada nação, pode-se dizer que apenas quando o ganho maior controle dos recursos do seu país é que vamos ver um fim às políticas que sistematicamente empobrecem as pessoas e deixá-los vulneráveis a desastres naturais. Muitos governantes africanos se preocupam em adaptações ao modelo ocidental, apesar de um grupo de líderes estarem convictos que na formação de um modelo panafricanista ira começar a resolver as questões africanas.



O MERCADO DE ALIMENTAÇÃO MUNDIAL PODE RESOLVER OS PROBLEMAS DA FOME NA ÁFRICA - MENTIRA
A maioria das pessoas não consegue perceber que o mercado mundial é o pior inimigo da África. Quase todos os países Africanos dependem da exportação de tecnologia, alimentos industrializados e são grandes devedores internacionais. Enquanto os preços reais no mercado mundial para estes produtos têm diminuído durante o período pós-II Guerra Mundial, os preços das importações de manufaturados dos países industrializados aumentaram de forma constante. Ao longo da África Subsaariana, os preços baixos afetaram mercados e comunidades locais que dependem de um leque muito restrito das exportações. A maioria de africanos encontra-se na armadilha do "comércio", onde são forçados a produzir culturas de subsistência e continuam a viver suas vidas em extrema pobreza.

A AJUDA HUMANITÁRIA PODE RESOLVER A FOME NA ÁFRICA – MENTIRA

Os Estados Unidos e a Europa dooam grandes quantidades de alimentos de emergência para a África, o alimento que tem, sem dúvida, salva milhares de vidas. Mas, embora seja essencial para ajudar as pessoas em necessidade, é preciso lembrar que a ajuda alimentar, na melhor das hipóteses, só trata os sintomas da fome e da pobreza, e não suas causas. A ajuda alimentar pode comprometer a produção alimentar local, inundando os mercados africanos com preços dos alimentos inaccessíveis a maioria da população. A concentração da ajuda os USA e da Europa possuem objetivos estratégicos e não humanitários. De todos, os USA ajudam à África sendo que 60 % dos recursos se concentram em apenas um país: Egito. Os USA ajudam outros 53 países africanos e quase metade desta é remetida para apenas seis países (África do Sul, Moçambique, Etiópia, Senegal, Libéria e Zâmbia). A ajuda humanitária é uma falácia porque detrás há interesses de exploração e as nações mais ricas do mundo são acusadas de padrões duplos - exportam bilhões de dólares em armas para países pobres, enquanto debatem medidas para tirá-los da pobreza.

A SOBERANIA ALIMENTAR SERÁ RESOLVIDA PELA AGRA (ALIANÇA PARA UMA REVOLUÇÃO VERDE NA ÁFRICA) – MENTIRA

A iniciativa ‘Aliança para uma Revolução Verde na África’ (AGRA) financiada pelas Fundações Gates e Rockfeller chegou à África anunciando que irá ajudar os pequenos agricultores a entrar no mercado, são projetos milionários financiados para a promoção da biotecnologia na agricultura fazendo os agricultores mais dependentes de produtos químicos de alta toxicidade, sementes hibridas e plantações geneticamente modificadas, destruindo os conhecimentos ancestrais de agricultura, beneficiando os fazendeiros ricos e aumentando as dívidas dos africanos.
Em maio de 2008, delegados de organizações de camponeses de diferentes países africanos que compartilham a visão do movimento internacional camponês, La Via Campesina, se reuniram em um encontro regional em Madagascar. Eles expressaram sua oposição à introdução de políticas destrutivas que estão minando a produção local de alimentos ao forçarem os agricultores a produzir cultivos comerciais para as corporações transnacionais (TNCs) e a comprar seus próprios alimentos no mercado mundial. Os camponeses e os pequenos agricultores não colhem nenhum benefício dos preços mais altos. Plantam alimentos, mas os benefícios da colheita geralmente são tirados de suas mãos: também muito freqüentemente já têm sido prometidos aos credores, às empresas de insumos agrícolas, ou diretamente aos comerciantes ou à unidade de processamento.

As conseqüências são imprevisíveis com apropriação das terras florestais desalojando as comunidades tradicionais com monoculturas para biocombustíveis, como: jatrofa em Gana e Zâmbia; cana-de-açúcar na Uganda, Tanzânia e Quênia; dendezeiro em Benim, Camarões e Costa do Marfim. Resultado de mais miséria para os africanos e benefícios aos países ocidentais, estas políticas destrutivas estão minando a produção local de alimentos ao forçarem os agricultores a produzir cultivos comerciais para as corporações transnacionais (TNCs) e a comprar seus próprios alimentos no mercado mundial, colocando também os sistemas sociais e toda a cultura africana em maior decadência.

A ÁFRICA PAGA O PREÇO DO PECADO - GRANDE MENTIRA

De todos os mitos este com certeza é a matriz que os sustentam. Baseados na maldição do continente africano que todos os malefícios foram, são e serão feitos. A péssima interpretação, falsificação e omissão dos escritos bíblicos propiciam a total perversidade feita em África. O Cristianismo protestante e católico mantém milhares de missionários no continente africano, constroem templos majestosos e convencem os africanos que eles são amaldiçoados e precisam mudar seus hábitos culturais e renegarem os seus hábitos milenares, inclusive hábitos alimentares. Ressaltando que seus missionários serviram para observar a África e suas riquezas. Do continente abençoado a África se tornou amaldiçoada pela grande mentira das igrejas cristãs.
Conclusão
Do Saara, o maior deserto do Planeta, às riquezas em fauna e flora das florestas equatoriais da África Central. A África apresenta variações climáticas impressionantes sendo considerado o paraíso na terra. A África cobre apenas 20% do território do mundo, mas estima-se que 90% das reservas mundiais de platina e 65% dos diamantes. Ela também tem cerca de 40% de ouro e 60% de manganês e cobalto, enquanto a África do Sul reivindica 80% de cromita do mundo.
A fome entre os africanos é um objetivo mundial de destruição do povo santo, morte daqueles que são a imagem e semelhança de YAH. Pois as mesmas nações que levam a sua desarmonia para a Continente Mãe são aqueles que “desejam” criar novas formas de cultivo para atender os interesses ocidentais. Catequizar os africanos para se sentirem culpados da fome como grandes pecadores e incultos. Propagando pela mídia os modelos ocidentais de vida. Criando até uma data de reflexão das misérias feitas por eles e doando migalhas estratégicas para o povo original. Estes fatos “solidários” disfarçam os horrores que eles mesmos organizaram. A fome se tornou também uma arma política em que os países ocidentais estão projetando suas agendas nos países afetados da África. A China e a Índia são as últimas potencias na entrada do clube de exploração, ambos os países estão lutando arduamente para influenciar mais e mais países para expropriar as riquezas africanas.

The Beauty Of Africa


13 comentários:

João Paulo disse...

Muito bom Artigo, essa questão da fome que historicamente assola a população africana, devido a politicas corporativas de carater exploratório, é o que justifica a existencia de orgãos como a FAO. Atualmente as ações de organizações transnacionais é ainda mais perversa, com essa idéia de Revolução Verde, o continente africano por ter privilégios naturais como terra cultivavel em larga escala e está inserida em uma zona geografica que favorece a luminosidade (responsavel direto pela ação da fotossintese), a África é um continente cobiçado, pois essas caracetisticas não se encontram nos paises imperialistas detentores do capital. Assim, a produção de generos primários, a exemplo o milho e cana-de-açucar, que outrora servia como alimento para essas populações, não mais se enquadram nessa nova geopolitica capitalista, que utilizam esses generos para outros fins, como a fabricação de biocombustiveis (Etanol e Biodissel), Causando desequilibrios internos de abastecimento de alimentos que estam a margem do grande meio-tecnico-cientifico-midiatico. A partir daí se criam esses taís mitos que foram muito bem expostos no Artigo.

Roseane, disse...

Muito bom seu post, parabéns!!!
São mais de um bilhão de pessoas que passam fome no mundo. Dá para imaginar quem são essas pessoas, né? No Brasil, se desagregarmos os dados, vamos ter um percentual alto da população negra que sofre de fome e insegurança alimentar, infelizmente.
Seu post é uma excelente aula!!!

Bete disse...

"A péssima interpretação, falsificação e omissão dos escritos bíblicos propiciam a
total perversidade feita em África."

Eu até entendo que muitas passagens, no continente Africano pode ter sido omitida na Bíblia, mas em qual momento da História Africana, nossos ancestais passaram a cultuar aquelas imagens?

Foi conhecendo (e vendo durante meu crescimento) muito mais sobre
essas crendices que rejeitei a cultura religiosa africana.
E não teve nada a ver com o cristianismo, porque me converti muito tempo depois.
A própria história nos mostra a ilusão que é essa crendice (pecado mesmo, pq destroi a própria pessoa minando sua força com fantasias). Sempre trouxeram mais maldição do que benção para nosso povo.

Clamar a esses aos deuses vazios dos meus ancestrais nunca adiantou em nada! Não quero nem saber (jamais) deles, porque na hora em que seus devotos mais precisam e precisaram, eles se mostraram os maiores traíras do universo!
(Quem é mesmo a entidade decaída que aje desta forma também?)

Não adianta colocar a culpa no cristianismo, porque é uma questão de ética (subjetiva) se o caráter humano não muda, religião alguma irá adiantar, seja qual for a etnia do humano em questão.


Uma tia minha era devota de um tal doum e passou a cultuá-lo mais e mais, assim que nasceu seu primeiro filho fazia festas todo dia 27 de setembro, mantinha um altar com imagem deles cheio de balas...
No altar tinha uma imensidão de "santos" ditos africanos.Podia até faltar comida na casa, mas as oferendas dos "santos" nunca faltava. E , meu Deus, como a vida daquela família era sofrida! Não dá nem para descrever! Parece que quanto mais devotos eles eram desses "santos" mais surras espirituais levavam. Só para resumir com uma pequenina, das muitas histórias de sofrimento:
Alguns dos meus primos se envolveram com drogas, ainda na infância (7 e 8 anos)
e a família somente foi descobrir quando já era tarde demais. Onde estavam os douns, erês e etc. que mesmo minha tia conversando com eles (incorporados em alguém)
nunca a alertaram do que estava ocorrendo com suas crianças e muito menos as protegeram? Confiou plenamente na proteção dos tais "santos" e deu no que deu.
Parece que esses deuses só querem saber de si e receber oferendas e mais nada?

Minhas primas e primos hoje, recebem orientações bíblicas, na igreja de como criar e educar seus filhos e o resultado é infinitamente melhor, não tem nem comparação. Sem falar que a transformação foi completa, porque superam seus sofrimentos dia após dia, prosperam visivelmente.

Eu gostaria que todos meus irmão abandonassem essas crendices e viessem para Cristo.
De todo o meu coração, e por amor cristão a eles, gostaria que todos se convertessem para entender o que é seguir a um Deus fiel, que não falha e que sempre podemos contar com Ele, seja qual for a situação. Ele é fiel e nunca (nunca mesmo) nos abandona!

farao disse...

sem duvida são imagens muito fortes que muitos tem da mãe Africa , história vendidas pelos colonozadores , e plantada não apenas na mente do povo negro mas em todas as nações mas tenho ceteza que um dia havera justiça real pare este provo que foi tão prejudicado pela exploração , infelizmente hoje no COngo as coisas não mudaram muito , mas agora que explora e o proprio governo

Rayane disse...

Acho que o mundo precisa saber que nem tudo é cor de rosa e que muitos africanos precam do mundo tanto quanto o mundo precisa dele

H@ck8r disse...

A igreja católica recebe uma grana do cão para fazer uma visitinha no pais dizendo que é em prol dos necessitados, caramba necessitados, a igreja embolsa mais de 1000.0000.0000.0000 por ano, tem gente nessa porcaria de mundo passando fome, é bem capaz de eu ir ate preso por dizer isso, mas aonde tem deus nisso, BRAZIL, MUNDO, acordem vcs estão vendo o planeta inteiro morrer, e vcs estão gritando GOOL ... Galera o papa é igual virus de computador, você não sabe o que ele faz, ouve falar mas quando pegar no bolso vcs verão, existem centenas de igrejas parecidads.
Jesus vendo alguem pregar dele e ver sendo levado em um "papamovel" que custou quase um apartamento de luxo, é admirável como as pessoas são iludidas.
Quando que o mundo, brasil vai entender que as pessoas tem que ter deus como seu senhor, não sou evangelico, eu era até catolico, mas quando percebi que nenhum pedaço de gesso e pau salvariam mina vo e meu pai principalmente que quase morreu, recorri a um unico deus e este sim tirou o meu de baixo de um carro praticamente morto, e esta hoje andando, ele tem quase 60 anos, gente isso é deus, deus não deixa passar fome, o ser humano que faz isso, lancem no google "fome africa" e refinem a busca como imagens, duvido que o papa va para la.... nunca irá sabe por que ??? o papa movel não anda la e o dinheiro que a africa tem não paga nem o papel higienico do bom velhinho...
Desculpa mas de boas intenções o inferno ta cheio.

Zé Chuleta disse...

Muito bom o artigo só não concordei com a parte final de fato devem existir cristão mal intencionados...a maioria dos missionários vão para mostrar a Glória do Senhor sobre aquelas vidas e isso só entende quem aceitou a Jesus Cristo um dia na vida

Zé Chuleta disse...

muito bom o artigo so não concordei com o final ...realmente existem muitas pessoas mal intecionadas...mas a grande maioria dos missinários ..vao com a inteção de mostrar a Glória do Senhor sobre aquelas vidas... largam tudo familia emprego...para obedecer o que Deus manda...isso so entende quem um dia aceitou Jesus Cristo na sua vida...

marcia disse...

otimo artigo com ele conheci mas sobre a africa mas olha ainda assim creio que so´Jesus pode salvar eles o homem nao tem como;nao quer e nem pode fazer nada

marcia disse...

parabens mas nada disso esta nas nossas maos ;culpar alguem e´muito facil mas a verdade e´que nada disso esta nas nossas maos mas sim nas maos de Deus e isso so vai mudar quando ele quiser;a pergunta e;éle que?parece maldade mas nao e´ELE NOS DEU TUDO DE BOM E O QUE DEMOS A ELE?NAO SO A AFRICA SOFRE COM A FOME MAS TODO MUNDO NOS PLANTAMOS AGORA TEMOS QUE COLHER

marcia disse...

parabens mas nada disso esta nas nossas maos ;culpar alguem e´muito facil mas a verdade e´que nada disso esta nas nossas maos mas sim nas maos de Deus e isso so vai mudar quando ele quiser;a pergunta e;éle que?parece maldade mas nao e´ELE NOS DEU TUDO DE BOM E O QUE DEMOS A ELE?NAO SO A AFRICA SOFRE COM A FOME MAS TODO MUNDO NOS PLANTAMOS AGORA TEMOS QUE COLHER

marcia disse...

parabens mas nada disso esta nas nossas maos ;culpar alguem e´muito facil mas a verdade e´que nada disso esta nas nossas maos mas sim nas maos de Deus e isso so vai mudar quando ele quiser;a pergunta e;éle que?parece maldade mas nao e´ELE NOS DEU TUDO DE BOM E O QUE DEMOS A ELE?NAO SO A AFRICA SOFRE COM A FOME MAS TODO MUNDO NOS PLANTAMOS AGORA TEMOS QUE COLHER

aparecida paiva disse...

muito boa,me ajudou inclusive em uma pesquisa sobre olhares sobre a africa.

PRETAS POESIAS

PRETAS POESIAS
Poemas de amor ao povo preto: https://www.facebook.com/PretasPoesias