domingo, 2 de maio de 2010

PEDOFOLIA NAS IGREJAS CRISTÃS – PEDOFOLIA NO BRASIL, EUA E ÁFRICA.




Por Walter Passos, Historiador,Panafricanista, Afrocentrista e Teólogo.
Pseudônimo: Kefing Foluke.
E-mail: walterpassos21@yahoo.com.br
Msn:kefingfoluke1@hotmail.com
Skype: lindoebano


No ano passado recebi um e-mail de um ex-colega de Seminário Presbiteriano de Campinas-SP indignado com a possível pedofolia praticada pelo Grupo muçulmano Hamas. Vi as fotos e fui pesquisar na rede e encontrei diversas matérias que corroboravam com o fato por ele apresentado, e ao mesmo tempo artigos que questionavam a veracidade do ocorrido. A Palestina é uma região crítica e a guerra das informações é fundamental. A foto é a suposta comprovação:
Os cristãos aproveitaram o ocorrido e acusaram membros de Hamas de pedofilia, ao casarem com meninas expostas na foto. Logo surgiu outra versão que as meninas eram damas de honras e as noivas foram viúvas de guerras.

http://www.paltelegraph.com/palestine/gaza-strip/1319-hamas-holds-collective-marriage-ceremony

Nada foi comprovado desta suposta pedofolia e a mídia cristã calou-se depois de tanto estalhardaço. É bom ressaltar que a pederastia pode ser praticada por heterossexuais, bissexuais e homossexuais. Na suposta falsa acusação ao Hamas a prática de pedofolia foi de adultos heteros e meninas.

Na investigação do homicídio do supremacista branco, Eugene Terre'Blanche líder da Afrikaner Resistance Movement (AWB), na África do Sul, o qual foi encontrado com as calças arriadas,as mais novas informações de que o crime poderá ter sido uma resposta a uma tentativa de abuso sexual. Já havia acusações de prática da pedofolia contra a vítima, e conforme as investigações policiais, ele tentou abusar dos acusados, entre eles, um menor de 15 anos de idade, havendo reação o que culminou com o assassinato.

http://blog.ctnews.com/evans/2010/04/12/was-white-supremacist-eugene-terreblanche-closet-gay/

Ultimamente, os meios de comunicação denunciam a prática de pedofolia de sacerdotes católicos romanos em diversos países, o papa e lideranças têm tentado explicar o inexplicável, o porque de tantos fatos, inclusive entre eles afirmaram que o diabo mora no Vaticano.

O crime de pedofolia é praticado por membros de outras religiões, inclusive pastores em diversas igrejas. A importância e a universalidade da Igreja Católica Romana, e as denúncias que surgem a todo o momento de crimes de pedofolia, o catolicismo se tonou a bola da vez.

A pedofolia não é desconhecida por membros do clero. No Brasil, pais de formação católica, desde os primórdios de sua colonização há muitos casos de padres pedófilos, que usavam sexualmente escravizados e escravizadas para os seus deleites sexuais.

Nos relatos de Gilberto Freire, encontramos várias práticas de pedofolia praticados pelos senhores de engenhos e seus filhos, e também pelas sinhás:

Não são dois nem três casos de crueldade de senhoras de engenho contra escravos inermes. Sinhás-moças que mandavam arrancar os olhos de mucamas bonitas e trazê-los à presença dos maridos, à hora da sobremesa, dentro da compoteira de doce e boiando em sangue ainda fresco. Baronesas já de idade que por ciúme ou despeito mandavam vender mulatinhas de quinze anos a velhos libertinos; ou mandavam-lhes cortar os peitos, arrancar as unhas, queimar a cara ou as orelhas.

A homoafetividade é estudada pelo antropólogo Luiz Mott, ex-dominicano e fundador do Grupo Gay da Bahia, ele relata diversos casos de homossexualidade no catolicismo, conhecidos por ”vícios dos clérigos” e atos de pederastia de padres no período colonial. Abaixo, vou citar alguns textos escritos por Mott:

“Não obstante os anátemas e a perseguição do Tribunal do Santo Ofício da Inquisição contra “o abominável e nefando pecado e crime de sodomia”, também em Portugal e suas colônias, padres e frades constituiram 1/3 dos fanchonos e sodomitas denunciados, presos e sentenciados pelo “Monstrum Horribilem”, merecidamente chamado então de “vicio dos clérigos”. Alguns destes religiosos revelando grande desenvoltura e persistência no “mau pecado”. 1898: T.O., “monge beneditino, branco, de grande erudição intelectual, verdadeira glória do clero brasileiro, que no púlpito sobretudo, firmou as bases do seu levantado talento, colhendo imarcescíveis louros de triunfo, neste doente, o vício pederástico degenerou em verdadeira moléstia e imenso acentuou-se nas campanhas do Paraguai, por forma a não respeitar nem elevadas patentes militares em suas carreiras impudicas. Todavia, ainda hoje, conta-se, que poucos não são os bambinos e ragazzos que no altar de sua atividade lúbrica, prestam-se reverentes em obediência aos enleios de estremecimentos estáticos aspergidos com o orvalho da volúpia”
http://luiz-mott.blogspot.com/2006/08/igreja-e-homossexualidade-no-brasil.html

No que tange ao discurso católico de purgar estas práticas dentro do clero, raras punições ocorreram, abaixo o relato de uma delas:
Nome:
Frutuoso Alvarez

Nacionalidade: portuguesa
Profissão:
pároco

Cidade:
Nossa Senhora da Piedade de Matoim, Bahia de Todos os Santos

Acusação:
atentado violento ao pudor

Descrição:
por volta de 1576, segundo o relatório do Tribunal do Santo Ofício, cometeu “tocamentos desonestos com algumas 40 pessoas”. As vítimas eram homens, a maior parte com menos de 18 anos. O documento descreve o que ele fazia com os meninos: “cometimentos, alguns pelo vaso traseiro, (...) alguns sendo ele o agente, e consentindo que eles o cometessem a ele no seu vaso traseiro, sendo ele o paciente”.
Veredicto: numa rara punição, o padre Frutuoso Alvarez teve suas ordens eclesiásticas suspensas.

Leia Mais - http://historia.abril.com.br/religiao/celibato-crime-padre-amante-434601.shtml

Há inúmeros casos de vítimas da pedofolia dentro da comunidade negra e torna-se necessário de que as organizações negras comecem a se preocupar com estas vítimas. Inclusive a Igreja Africana, que tinha uma população da África Católica de cerca de dois milhões em 1990 para cerca de 140 milhões em 2000, relata fatos graves de pedofolia:

IGREJA AFRICANA NÃO ESCAPA DOS ESCÂNDALOS DE PEDOFILIA


AFP - Agence France-Presse Publicação: 07/04/2010 15:35

A Igreja católica africana não escapa dos escândalos de pedofilia, declarou o chefe da Conferência Episcopal da África Austral, Buti Tlhagale, segundo uma homilia difundida nesta quarta-feira em Johannesburgo. "Sei que a Igreja da África sofre dos mesmos males", declarou o arcebispo de Johannesburgo, ao se referir aos "escândalos doloroso da Igreja da Irlanda ou da Alemanha". "A má conduta dos sacerdotes africanos não foi exposta pela mídia com a mesma visibilidade que no resto do mundo", destacou Tlhagale. A Igreja católica está sendo atingida nas últimas semanas por uma série de escândalos envolvendo pedofilia que atingiram inclusive o controvertido Papa Bento XVI, acusado de ter encoberto esses abusos quando era arcebispo de Munique e chefe da Congregação para a Doutrina da Fé. "Muitos dos que consideram os sacerdotes como modelos se sentem traídos, envergonhados e decepcionados", afirmou Tlhagale, ao reconhecer que esses escândalos foram mal administrados pelo clero. "A imagem da Igreja católica está em ruínas (...) Como líderes da Igreja fomos incapazes de criticar o comportamento imoral dos membros de nossas respectivas comunidades", acrescentou. "Estamos paralisados". A Conferência Episcopal África Austral (África do Sul, Botsuana e Suazilândia) estabeleceu, por sua parte, em 1996, um "Protocolo" que define um procedimento em caso de queixas de abuso sexual contra menores cometidos por um membro do clero. Ele precisou que seu site (www.sacbc.org.za) recebeu 40 queixas deste tipo desde 1996, a maioria casos ocorridos há muitos anos. http://www.uai.com.br/htmls/app/noticia173/2010/04/07/noticia_internacional,i=154658/IGREJA+AFRICANA+NAO+ESCAPA+DOS+ESCANDALOS+DE+PEDOFILIA.shtml O Arcebispo de Joanesburgo Buti Tlhagale também disse que o dano enfraqueceu a capacidade da Igreja para falar com autoridade moral na África, onde ele às vezes tem sido uma voz rara desafiando a ditadura, a corrupção e abuso de poder.

"Isso significa simplesmente que o mau comportamento de padres em África não tenha sido exposto à claridade mesmo dos meios de comunicação como em outras partes do mundo." Cerca de 40 denúncias de abusos foram recebidas pela Conferência Nacional dos Bispos Católicos Africanos “Mais de metade envolveu o abuso sexual de adolescentes. O celibato é desaprovado em algumas sociedades tradicionais Africanas e tem havido relatos de padres terem amantes e ter filhos em diversas partes da África. A reputação da Igreja na África está longe de ser irrepreensível - os padres foram acusados de ajudar o genocídio de Ruanda, e os ativistas da SIDA desafiar a sua oposição ao uso do preservativo no continente mais atingido do mundo.

As igrejas se transformaram em mercados. As mesas de comunhão e a reverência foram destruídas, o Santíssimo é profanado. Buti Tlhagale

No Brasil diversos pastores são acusados de pedofolia e como exemplos, alguns noticiários:

POLÍCIA PROCURA PASTOR ACUSADO DE PEDOFILIA

BLUMENAU - Até sexta-feira à noite, ninguém sabia onde estava o pastor Célio Voigt, 47 anos, suspeito de molestar um menino de 11 anos e uma menina de 10. O pastor da Igreja Presbiteriana Filadélfia, do Bairro da Velha, está foragido da Justiça desde a semana passada, quando um mandado de prisão preventiva foi expedido contra ele. O caso está sendo investigado pelo delegado Henrique Stodieck Neto, da Delegacia de Proteção à Mulher, Criança e ao Adolescente...


Pastor é preso acusado de pedofilia

SÃO LUÍS – Preso hoje em Carutapera um homem identificado como Pedro Paulo Costa, pastor da Igreja Assembléia de Deus da Amazônia.
Pedro Paulo Costa é acusado de abusar sexualmente de quatro crianças. As meninas têm 12, 11, 9 e 8 anos de idade.

Segundo informações, após o culto o pastor atraia para sua casa as meninas, que freqüentavam a igreja, e praticava sexo com elas. Pedro Paulo Costa prometia dinheiro e vantagens para as crianças a fim de atrai-las.


PASTOR É PRESO EM FLAGRANTE POR CORRUPÇÃO DE MENOR EM CANDEIAS
Redação CORREIO


Foi preso na última sexta-feira (30) um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, em flagrante, por corrupção de menor, no município de Candeias.
Alex Santos Gouveia, de 31 anos, estava no carro com uma adolescente de 13 anos, estacionado no acostamento da estrada que dá acesso à cidade, próximo ao Posto Rodoviário Estadual, no bairro Mamão, quando policiais abordaram o pastor. Alex continua preso e a Delegacia de Candeias não possui informações sobre a adolescente.

Um pastor evangélico foi preso em flagrante, em Rubim, Vale do Jequitinhonha, por abusar de um adolescente de quatorze anos. Segundo a PM, que recebeu a denúncia da mãe do garoto, os dois estavam nus no meio de um matagal, pra onde foram na caminhonete do religioso. O menino teria confirmado que vinha mantendo relações sexuais com o pastor há dois meses, em troca de dinheiro e presentes.

SATANISMO - PEDOFILIA NA IGREJA EVANGÉLICA

O pastor Francisco Vicente Corrêa Filho, 57, é acusado de estuprar pelo menos dez meninas, com idades entre 10 anos e 13 anos. A mulher dele, Elizabeth Graff, 41, é apontada pela PF como colaboradora dos crimes e aliciadora das meninas.
Eles foram presos às 9h em casa, no bairro Ilha dos Valadares. No local, a PF encontrou revistas pornográficas e fotos de sexo explícito.
As vítimas relataram que Corrêa incorporava um anjo chamado de "executor" que o enfraquecia...

Pastor acusado de pedofilia causa debandada em igreja

Um tio do adolescente estima que pelo menos outras oito famílias tenham sido vítimas do pastor evangélico, pessoa considerada “acima de qualquer suspeita” pela comunidade.
As vítimas seriam do sexo masculino e estariam na faixa etária de 7 a 14 anos de idade.
O garoto de 14 anos, cuja mãe formalizou a denúncia, teria cartas com declarações de amor escritas pelo pastor.
Além dos presentes, o pastor passava na escola, uma instituição pública na Vila Jacy, para pegar o adolescente. Para levá-lo, ele mentia para a direção do estabelecimento que era pai do menino....

Rio: preso pastor foragido e acusado de pedofilia

Guimarães havia sido preso em flagrante no dia 11 de abril de 2008, quando estava com crianças dentro do carro em um terreno baldio, na cidade de Parnamirim. Em depoimento, as meninas disseram que mantinham relação sexual com o pastor. Ele fundou a Igreja Evangélica Pentecostal Ministério Porta Aberta há seis anos.

"Um fato interessante é que os pais das crianças autorizavam o pastor a pegar as meninas na casa delas. Ele andava com elas desde os 5 anos de idade", disse o delegado da Degepol do Rio Grande do Norte, Marcio Delgado.

Nos Estados Unidos da América a pedofolia atinge as igrejas negras, inclusive a igreja Batista de Birmingham considerada um santuário do Movimento dos Direitos que ganhou destaque nacional quando um ataque racista matou quatro meninas negras em 1963, teve seu ministro de música acusado de abuso sexual de crianças. O ministro de música Patrick Jerome Whitehead, foi preso sob a acusação de abuso sexual. O Pastor Arthur Jr., disse ter ficado "chocado" com as acusações e descrevendo Whitehead como alguém que "sempre se portava de forma exemplar".

O ministério COGIC trabalha contra abusos sexuais de clérigos:

COGIC denomination, sexual abuse, and ReportCogicAbuse.com


O abuso sexual de crianças é uma forma de abuso infantil em que um adulto ou adolescente usam uma criança para a estimulação sexual. Incluem pedir ou pressionar uma criança a participar em atividades sexuais (independentemente do resultado), exposição indecente dos órgãos genitais de uma criança, mostrando pornografia a uma criança, atual contato sexual contra uma criança, o contato físico com a criança, os genitais, a visualização de genitália da criança sem contato físico, ou usar uma criança para produzir pornografia infantil e a relação sexual. Dependendo da idade e tamanho da criança e do grau de força utilizada, o abuso sexual infantil pode causar lacerações internas e sangramento. Em casos graves, danos aos órgãos internos podem ocorrer que, em alguns casos, pode causar a morte. Abuso sexual pode causar infecções e doenças sexualmente transmissíveis. Dependendo da idade da criança, devido à falta de suficiente fluido vaginal, as chances de infecção são maiores. Vaginite também foi relatada, inclusive o estresse causado pelo abuso sexual, provoca mudanças notáveis no funcionamento do cérebro e do desenvolvimento da criança.

As crianças abusadas sexualmente sofrem de sintomas psicológicos mais do que as crianças que não tenham sido abusadas. O Abuso sexual pode resultar em curto prazo e longo prazo, seriíssimos danos, incluindo a psicopatologia na vida adulta. Os efeitos psicológicos, emocionais, físicos e os efeitos sociais incluem a depressão, post-stress traumático, ansiedade, transtornos alimentares, baixa auto-estima, dissociativos e transtornos de ansiedade, angústia e transtornos psicológicos gerais, tais como a somatização, a neurose, dores crônicas, comportamento sexualizado. Na escola problemas na aprendizagem e problemas de comportamento, incluindo o começo de uso de drogas, comportamento destrutivo, atendo como conseqüências possíveis criminalidade na idade adulta e o suicídio.

A prática da pedofolia tem que ser combatida veementemente e os pedofilos não possuem condições em viver em sociedade. Por que tantos atos de pedofolia? Por que pessoas que se dizem religiosas praticam esses atos abomináveis? O que a comunidade negra brasileira tem feito para alertar e combater esses atos de pedofolia?

O cristianismo seja católico ou protestante são co-participantes da escravização dos africanos e da perseguição das culturas africanas e indígenas nas Américas. A catequização e a evangelização demonstram que o respeito as nossas comunidades não existiu porque foram e são comunidades exploradas. O crime de pedofolia por membros do cristianismo ou de qualquer outra religião tem que ser denunciados para a proteção das nossas crianças que são alvos preferenciais das catequeses e da evangelização. Denuncie os pedófilos, independente de qual seja a prática religiosa.


"Trouxeram-lhe também criancinhas, para que ele as tocasse. Vendo isto, os discípulos as repreendiam. Yahoshua, porém, chamou-as e disse: Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas. Em verdade vos declaro: quem não receber o Reino de Deus como uma criancinha, nele não entrará." (Lucas 18,15-17)

2 comentários:

bete disse...

Denunciar é mais que a obrigação de qualquer pessoa de bom senso e lucidez.

E pretendo ser um pouco mais polêmica:

Um fato é evidente: todos os pedófilos são homens(gênero masculino). Pouquíssimas são as mulheres envolvidas, o que não deixa de ser tão abominável quanto...

O homem (gênero masculino) a quem a Palavra nos diz que Deus deixou como líder. Que líder é esse??? Que independente do cargo, da religião (até mesmo quando não tem religião)...indepente da posição social, do lugar que habita...
independente de qualquer coisa é incapaz de controlar/conter seus instintos mais animalescos e monstruosos.

Comete atos de pedofilia... estupra, trai ou espanca, mutila, deforma suas companheiras (sua maior aliada divina no mundo), a engana (prova disso é q foi necessário criar a Lei Maria da Penha)... se tem um cargo de poder (político, por exemplo)além de enganar, causa misérias sociais.

Deus o criou para liderar povos/nações, família, igrejas...
Que ser é esse, incapaz de separar seu órgão sexual e seu fisiologismo do ato nobre do pensamento ético/moral e intelectual?

E quando esses homens se tornarem apenas espírito? Seus corpos apodrecidos aqui na terra já não poderão causar esse tipo de maldade, mas esse espírito estará mais podre que a matéria consumida pelos vermes terrestres. Mesmo com as condenações judiciais.

E Jesus/Deus veio ao mundo na condição de homem para nos mostrar, além de outras coisas, que é possível viver de outra maneira. Viver amando/respeitando o próximo, contrariando aqueles pensadores consagrados que dizem que instintos selvagens fazem para da natureza do homem "porque ele é homem" (id/ego/superego, patologias sociais, sadismo e tantas outras teorias mundanas)

Oras, até um animal é capaz de respeitar a precocidade dos filhotes para o acasalamento!

Raríssimas são as excessões dos homens nos quais podemos confiar. E mesmo assim, confiar desconfiando...

Isso é a coisa mais diabolicamnete desoladora deste mundo!

Valdir Campos Estrela disse...

Hj à noite (11/05) dia de aniversário de morte de Bob Marley haverá debate na TVE sobre o 13 de maio com a participação de militantes e estudiosos da causa anti-racismo. Concordo com a tese do Prof. Mário Maestri e considero o 13 de Maio uma conquista histórica do povo brasileiro em geral e da população negra em especial.Essa vitória se deu em aliança com vários setores da sociedade da época contrários ao escravismo e ao poder imperial. O fato de não reverter a condição degradante do negro escravizado não é motivo suficiente para desqualificar esse fato histórico pois devemos nos ater às circunstâncias históricas existentes no Brasil ao final do século 19. Portanto viva o 13 de maio como símbolo e conquista históricos da luta negra por uma sociedade multirracial e abaixo o 13 de maio como tentativa da classe dominante em transformar tal data em símbolo da democracia racial brasileira devi
damente desmascarada pelas contradições cotidianas existentes em nosa sociedade.