quarta-feira, 26 de março de 2008

FARRAKHAN E A NAÇÃO DO ISLÃ


Por Vanessa Passos, Acadêmica de Teologia da Faculdade Richard Shaull.
Tesoureira do CNNCBA. Psedônimo: Aidan Foluke. E-mail: vanessasoares13@hotmail.com


A Nação do Islã surgiu da década de 30 do século passado dirigida pelo Profeta Wallace Fard Muhammad (W.D.Fard), que seguidores da Nação informam ter vindo da Arábia, com o objetivo de unir os norte-americanos pretos. Eles acreditam que o Profeta W.D.Fard foi divinamente escolhido e divinamente inspirado, este, entretanto, desapareceu misteriosamente. Com isto, Elias Poole assumiu a Nação do Islã em 1934.
Elias Poole nasceu em 07 de outubro de 1897 e faleceu em 25 de fevereiro de 1975, adotou o nome de Elijah Muhammad. Proclamava que a sua missão era transmitir aos norte-americanos pretos conhecimentos de si próprio, do seu inimigo (a raça caucasiana e a cristandade), da verdadeira religião (islã) e de Deus (Alá).
Fora preso por defender que os membros da Nação não prestassem o serviço militar e por perseguição de brancos racistas, cumprindo pena de quatro anos em uma prisão federal. Conclamava ao Nacionalismo Preto, Independência Econômica e religiosa e que os pretos poderiam obter sucesso através da disciplina, do orgulho racial, do conhecimento de Deus e da separação física da sociedade branca. Compraram grandes áreas de terra no Deep Sul, investidos em projetos empresariais e possuía a sua própria força paramilitar. Os membros também foram instruídos a abster-se completamente de todas as drogas e respeitar as mulheres pretas e livrá-las dos ataques dos homens brancos e serem respeitosos pais.
Ensinou que os caucasianos apareceram através da reprodução humana.

YAKUB

Segundo a Nação do Islã, Yakub foi um cientista perverso que criou a raça branca (raça de demônios) conforme os seus ensinamentos, através de experiências genéticas de genes de pessoas pretas, este ensinamento foi revelado inicialmente por Wallace Fard Muhammad e desenvolvido posteriormente por Elias Muhammad. Yakub é uma variante de Jacó, filho de Isaque, filho de Abrão. Atualmente o ensinamento de Yakub é uma parábola para explicar a evolução da população branca que se originou dos homens originais, os pretos africanos.
Leia mais sobre Yakub:
http://www.thenationofislam.org/yakubabraham.html

http://en.wikipedia.org/wiki/Yakub


UM DOS GRANDES LÍDERES DA NAÇÃO DO ISLÃ: MALCOLM X
Malcolm Little, mais conhecido como Malcolm X (19 de maio de 1925, Omaha, Nebraska — assassinado em 21 de fevereiro de 1965, Nova Iorque), foi um dos maiores defensores dos direitos dos pretos nos Estados Unidos. Fundou a Organização para a Unidade Afro-Americana, de inspiração socialista.
Teve o pai, um pastor, assassinado pela Ku Klux Klan e sua mãe internada por insanidade. Viveu a adolescência nas ruas e enquanto esteve preso descobriu o islã. Malcolm faz sua conversão religiosa como um discípulo messiânico de Elijah Mohammed. Converteu-se ao islã, mudando o nome para El-Hajj Malik Al-Shabazz.
Martin Luther King e Malcolm X divergiam em pensamentos, King defendia uma "resistência pacífica" pelos pretos e Malcolm defendia a separação das raças, independência econômica e um Estado autônomo.
Malcolm foi assassinado em 21 de fevereiro de 1965 durante seu discurso no Harlem. O processo da morte de Malcolm foi arquivado por falta de provas.

Leia mais: http://pt.wikipedia.org/wiki/Malcolm_Little

LOUIS FARRAKHAN
Louis Eugene Walcott conhecido atualmente como Louis Farrakhan, ou simplesmente Farrakhan, nasceu em 11 de maio de 1933 em Bronx- Nova York . Filho de Sarah Mae Manning e Percival Clarke um jamaicano que trabalhava em Nova York como taxista. Foi educado por sua mãe e bem cedo aprendeu a tocar violino. Chegando a ganhar varias competições em sua adolescência.
Farrakhan estudou em boas escolas como a Boston Latin School – Escola Latina de Boston – sendo um dos melhores alunos. Em 1950 juntou-se a Nação do Islã, porém só em 1955 foi apresentado a Elias Muhammad. Após sua entrada na Nação ele trocou seu nome para Louis X, sendo essa uma norma e uma maneira de protesto a qual a Nação do Islã pratica para indicar que a própria identidade e cultura foram roubadas durante a escravidão.
Com sua enorme dedicação e alto potencial, Farrakhan despertou o interesse de Elias Muhammad e após a morte de Malcolm X, tornou-se seu porta-voz oficial. Até os dias atuais Louis Farrakhan é um dos homens pretos mais respeitados dos Estados Unidos.
Organizou em 1995 a Grande marcha sobre Washington D.C que reuniu 1 milhão de homens pretos, foi o maior protesto de não violência depois do realizado por Martin Luther king Jr que reuniu brancos e pretos em um total estimado de 250 mil pessoas de ambos os sexos, inclusive crianças.


Alguns trechos da mensagem de Farrakhan:
- Em nome de Deus, o Beneficente, o Misericordioso. Agradecemos a Deus pelos seus profetas, e as escrituras que eles trouxeram. Queremos agradecer-lhe por Moisés e o Torah. Queremos agradecer-lhe por Jesus e o Evangelho. Queremos agradecer-lhe por Maomé e o Corão. Que a paz esteja convosco dignos servos de Deus.
- Abraham Lincoln viu no seu dia, o Presidente Clinton vê neste dia. Ele viu o grande fosso entre negros e brancos. Bill Clinton vê o que a Comissão Kerner viu há 30 anos, quando disse que esta nação estava movendo em direção a duas Américas - uma negra, uma branca, separada e desigual. E as conclusões da Comissão Kerner revisitada 25 anos mais tarde e vi que a América era pior hoje do que era na época de Martin Luther King, Jr. Há ainda duas Américas, um negra, uma branca, separada e desigual.
Farrakhan tem apoiado publicamente Obama na candidatura ao partido democrata, sempre tem se colocado do lado de seus irmãos pretos nos USA, apesar de quando questionado Obama disse que não concorda com as idéias de Farrakhan. Há alguns anos defendeu o reverendo Jesse Jackson quando este teve um problema com a comunidade judaica.

A MULHER NA NAÇÃO DO ISLÃ
Oriunda da fé metodista Ava Muhammad é a mais expressiva mulher da Nação do islã, formada em Direito pela Georgetown University Law Center, 1975, conselheira de Farrakhan e a primeira mulher a ser ordenada ministra religiosa da Nação.
Frases da irmã Ava Muhammad:
“É minha fervorosa oração que eu conseguisse a minha missão, a fim de ajudar o ministro em seu esforço para destruir o mito de que as mulheres são seres inferiores, que não pode pregar a Palavra ou ser pastora do rebanho".
"A minha resposta foi sempre que o papel das mulheres na Nação do Islã é realmente não é diferente do que em qualquer outra religião. Cristianismo, o judaísmo e o islamismo -, que são todas necessárias para a iluminação da humanidade - todos sofrem da mesma angústia de ser demasiado masculino-dominante, mesmo na interpretação das Escrituras. À medida que o mundo torna-se mais consciente e, a Internet e outras coisas que o nível de igualdade de conhecimento, que vai continuar a mudar”.

A Nação do Islã ainda mantém leis, como a proibição de namoro inter-racial, regras de vestimentas para as mulheres (incluindo coberturas na cabeça e proibição de maquiagem ou roupas apertadas) e um enfoque no tradicional papel no seio da família. Embora muitas vezes as mulheres trabalhem fora de casa, elas geralmente são esperados para assumir o papel principal na execução das famílias e elevar as crianças.
Publicada no grupo negros_conscientes

PEDIDA PRISÃO DE PASTOR QUE INCITA PERSEGUIÇÕES
O vereador Átila Nunes Neto e o deputado Átila Nunes pediram a prisão preventiva do ' pastor’ Adão José dos Santos, fundador da Igreja Pentecostal dos Milagres, pelas suas declarações à Imprensa, onde classificou a Umbanda e o Candomblé como "religiões do mal", estimulando a discriminação religiosa ao dar cobertura àqueles que estão mandando fechar terreiros. "O fato do pastor conviver com traficantes não é problema nosso, e sim, de natureza policial. Não podemos é ficar de braços cruzados diante de uma campanha explícita que violenta a legislação e até mesmo a Constituição Federal" – dia Átila Nunes.
Para ele, o pastor oferece risco à sociedade porque estimula a violência contra os seguidores dos cultos afro-brasileiros, incentivando o fechamento de terreiros. "Este cidadão tem que ser preso e responder a vários processos, já que viola os princípios da Constituição, que estabelece no capítulo dos direitos e garantias fundamentais no artigo 5º, que "todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros. ..a inviolabilidade do direito...à liberdade, à igualdade, à segurança". Átila Nunes Neto lembra ainda que a Constituição garante a inviolabilidade da liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias, sendo que ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política"
Outras violações legais vem sendo cometidas pelo `pastor' Adão José dos Santos, fundador da Igreja Pentecostal dos Milagres, segundo Átila Nunes Neto, que chama atenção para o crime contra o sentimento religioso estabelecido no artigo 208 do Código Penal: "escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso. A punição ao ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato religioso é também previsto na Constituição. A pena é detenção, de um mês a um ano, ou multa. Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência. Além disso – diz Átila Nunes Neto - , a lei estadual de 1814 de 1991 estabelece sanções a qualquer tipo de discriminação, inclusive a em razão de crença religiosa.
A lei considera discriminação impedir ou dificultar, por qualquer meio ou forma, a convivência social, praticar, induzir ou incitar o preconceito em razão de crença religiosa. Ele destaca o artigo 20 da Lei n.º 7.716/89, modificada pela Lei 9.459/97: "praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de religião", sendo se qualquer dos crimes previstos no caput é cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza, a reclusão é de dois a cinco anos. O vereador Átila Nunes Neto e o deputado Átila Nunes, ao encaminharem a denúncia ao MP, baseiam-se no artigo 3º desta lei, que diz que o juiz poderá determinar, ouvido o Ministério Público ou a pedido deste, ainda antes do inquérito policial, sob pena de desobediência, recolher imediatamente e mandar fazer busca e apreensão de propaganda e mandando cessar programas de rádio e televisivos que incitem a discriminação.
Saiba quem é o líder evangélico Marcos Pereira da Silva e como ele virou o guia espiritual dos bandidos mais afamados do Rio
Posted by: AntenA Cristà @ 02/18 2008, 03:27
PASTOR DE OVELHAS NEGRAS
SAIBA QUEM É O LÍDER EVANGÉLICO MARCOS PEREIRA DA SILVA E COMO ELE VIROU O GUIA ESPIRITUAL DOS BANDIDOS MAIS AFAMADOS DO RIO
Karla Monteiro - O Globo
RIO - Aconteceu numa noite de quarta-feira, dia 23 de janeiro, numa das favelas mais violentas do Rio. Na pracinha da comunidade, crianças, casais e traficantes armados dividem o mesmo carrinho de churrasco. O dono da boca-de-fumo, paramentado com um fuzil ornado com detalhes em prata, recebe cheio de honra a comitiva do pastor Marcos Pereira da Silva, fundador da Assembléia de Deus dos Últimos Dias.
O bandido de 29 anos e olhos assustados, que exibe com orgulho um pesado cordão de ouro com um pingente onde se lê "Jesus", dá as boas-vindas ao "homem de Deus". O pastor não perde a deixa. Diz ao seu anfitrião, em tom de brincadeira e intimidade, que o nome sagrado não combina com armas nem com os cinco anelões espalhafatosos que decoram a mão direita do chefe do morro.
Conversa vai, conversa vem, o traficante revela que seus soldados haviam capturado um suspeito de estupro na favela. O pastor, então, começa a sua ladainha. Sempre em nome de Jesus. Em pouco tempo, ele consegue convencer o chefe a entregar o refém, então condenado à morte pelas leis do tráfico. Meia hora depois, um carro vinho estaciona, alguns garotos abrem o porta-malas e arrancam de lá um rapaz com a cabeça coberta de sangue.
O pastor enfia o suposto estuprador no seu carro e convoca toda a bandidagem para uma oração. Sem depor o armamento de guerra, a rapaziada faz uma roda e, de mãos dadas com o exército de evangélicos, grita um convincente "Glória a Deus!".
- Para mim, não importa a facção. Todos os traficantes do Rio me respeitam. Eu não defendo o Evangelho, eu defendo o ser humano. Aos poucos, estou conseguindo acabar com a pena de morte nas favelas - orgulha-se o pastor Marcos, como é chamado. - Já tirei muita gente da morte e também já recuperei muito bandido. Há quase 20 anos visito presídios, vou a bocas-de-fumo e levo a "Palavra" para esses meninos. Quando resgato um condenado pelas leis do tráfico, eu o levo para a minha igreja.
Veja fotos do trabalho do pastor
Ouça trechos de entrevistas com o religioso
Engolindo todos os plurais, evocando passagens bíblicas para justificar cada ato e esbanjando bom humor, o polêmico pastor Marcos virou o guia espiritual dos bandidos mais afamados do estado. Marcinho VP, preso em Catanduva, no Paraná, é uma de suas ovelhas. Segundo a irmã dele, Silvana dos Santos Silva, que largou o crime para engrossar as fileiras da Assembléia de Deus dos Últimos Dias, Marcinho abaixa a cabeça para ouvir sermões do líder e leu a Bíblia duas vezes. O traficante Uê morreu convertido pelo pastor, em 2001, em Bangu I. Outro que se diz "resgatado" é Washington Rimas, o Feijão de Acari, preso em 2006, na Bahia. A primeira visita que recebeu na cadeia foi do pastor. Quando deixou a prisão, começou a arquitetar a retomada do seu posto, mas recebeu uma nova visita do evangélico e desistiu. Passou três meses sob o teto da igreja e hoje trabalha no Afroreggae. Entre outras coisas, dá palestras para crianças de favelas contando as agruras da vida do crime.
- Conheci o pastor Marcos em 2000. Ele aparecia de madrugada na boca para evangelizar. Eu botava o fuzil nas costas e corria. Quando saí da cadeia, ele me chamou para morar na casa dele. Lá conheci o Júnior, coordenador do Afroreggae - conta. - A aproximação dele é com respeito e sinceridade. Nunca pede e nem aceita um tostão de traficantes.
O pastor conta que sustenta a sua igreja com dízimos e CDs. Juntos, os três cantores da congregação já venderam cerca de 500 mil cópias. Respeitado e temido pelos chefes - e ex-chefes - das favelas do Rio, o pastor de ovelhas negras é visto com desconfiança pela polícia, que há tempos investiga a sua suposta conivência com o crime organizado. Segundo ele, é comum aparecer na igreja um agente do Bope disfarçado de evangélico. O pastor é citado num dossiê da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) sobre o movimento de dinheiro da principal facção criminosa do Rio.
Em meados da década de 90, ele ficou na mira da polícia por quase dois anos. A então inspetora e hoje deputada federal Marina Maggessi (PPS-RJ) é quem conta essa história. Segundo ela, a polícia estava na cola de Marcinho VP. Como o pastor já era próximo do traficante e tinha arrebanhado a sua irmã, foi pedida uma ampla investigação, com direito a escuta telefônica e detetives seguindo fiéis da igreja.
De acordo com Marina, nada ficou comprovado. Em 2004, ela assumiu a Polinter, desativada em 2006, onde 1.800 presos ocupavam um espaço para 400 pessoas. No primeiro dia, a nova diretora resolveu reunir os presos e ouvir suas reivindicações. Eles pediram três coisas: água limpa para beber, ventiladores e a presença semanal do pastor Marcos.
- Foi inédito: presos das diferentes facções sentaram-se juntos no pátio da cadeia e choraram copiosamente no primeiro culto. Passei a permitir a entrada do pastor toda semana. Consegui segurar a Polinter sem rebeliões por um ano e dois meses graças a ele - reconhece Marina. - Foi a única opção que vi nos presídios nos meus 18 anos de polícia.
A maior façanha do pastor aconteceu em 31 de maio de 2004. Naquele dia, ele saiu de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, onde nasceu e mantém o seu QG, de helicóptero. O então secretário de Segurança Anthony Garotinho - também evangélico - mandou buscá-lo para intermediar uma das maiores rebeliões já vividas no estado.
A Casa de Custódia de Benfica estava nas mãos dos presos havia três dias, e 34 pessoas estavam mortas. Segundo o coronel Roberto Penteado, comandante do policiamento da Baixada Fluminense desde então, a situação se encaminhava para a invasão do Bope. Ele reconhece que "a contribuição do pastor ajudou a resolver a crise". O evangélico entrou na Casa de Custódia por volta das 17h. Antes das 22h, os presos se renderam.
O pastor não se cansa de falar do seu dia de glória:
- Quando chegamos, várias pessoas estavam amarradas em botijões de gás ou com facas no pescoço. Já fui gritando: "Vamos acabar com essa palhaçada. Vocês não querem morrer, então também não vão matar mais ninguém." Quando conseguimos recolher as armas, botei todo mundo sentado no pátio para louvar a Deus.
Fonte: O Globo
Leia: http://antenacrista.iblog.com/category/224674/242960

4 comentários:

farao disse...

legal , acho que ta faltando estas historia de resistecia islamica aqui nestas blibilhoteca aqui no Brasil por que aqui a gente não acha nada sobre nossa Historia ,apesas sobre escravidão e so tem isto pra ler , lastimavel e vergolhoso, Bem pra comessar achei legal ,mais não citou que Maome era um Homem negro e os europeus como sempre fizeram varios desenho indenticos so que branco eu mesmo ja vi varios dos ,e verdaderos e sobre sobre a Igreja acho que o povo do candoble ta meio fraquinho ,acho que eles deveriam agir com mais firmeça ,a augum tempo atras uma familia de evagelicos processou uma revista que dizia que a Igreja Universal era um negocio não uma igreja ,então ´por que não toma uma atitude envez de ficar se lamentando , sou Negro e não tem mentira de EuroAmericano que pregem pra mim mais que eu acredite ,eles nos roubam e ainda tiram onda a meu não consigo engolir preto que acredita neste cara ,Valeu

Anônimo disse...

a policia sempre chega chegando mandando balas, ora alguem tem que negociar a paz como ela é, existe as duas parte da moeda há 120 anos quando nois fomos "libertados"no falso (13/05/1888) só sobrou os morros para os manos do guetto,alguem tem negociar a paz nesses ambientes de conflitos ne nao! e nada como um pastor, as policias ja chega fuzilando principalmente, se a área for habitada por meus manos negros nas periferias, (ninguem repara isso)? e isso ae falow!!!!!

mister disse...

cade khalid abdul muhhamad?
quero que vc publiquem sobre os NOVOS PANTERAS NEGRAS e A NAÇÂO DE JAVÈ tembem!!!!

Victor Martins de Souza Victor disse...

E o assassinato de Malcom X pela seita? Omitiram hein

PRETAS POESIAS

PRETAS POESIAS
Poemas de amor ao povo preto: https://www.facebook.com/PretasPoesias