segunda-feira, 10 de março de 2014

12 ANOS DE ESCRAVIDÃO - FILME



Walter Passos - Historiador
Skype: lindoebano
 Facebook: Walter Passos

O filme '12 anos de Escravidão' (EUA/Inglaterra, 2013) entrou para a história como sendo o primeiro filme de um diretor preto a ganhar a maior honraria da industria cinematográfica desde a sua criação: o Oscar de Melhor Filme.

O drama retrata a vida de Solomon Northup, um homem preto e livre que foi sequestrado em Washington, D.C., depois de ser atraído de Saratoga Springs, Nova Iorque, em 1841, e vendido como escravo. Ele trabalhou em plantações no estado de Louisiana por 12 anos antes de sua libertação.

O filme retrata a autobiografia de Salomon Northup, de nome homônimo ao filme, e foi agraciado com mais dois Oscar: o de melhor atriz coadjuvante (Lupita Nyong'o) e de melhor roteiro adaptado.

Steve McQueen (diretor do longa) declarou no recebimento do Oscar que  “a escravidão não é só uma chaga histórica. Em 2014, milhões de pessoas seguem em regime de servidão em todo o mundo”, ressaltou o cineasta.

Cópias do longametragem serão distribuídas em escolas públicas dos Estados Unidos a partir de setembro, juntamente com o livro que inspirou o filme, escrito pelo próprio Northup.

A ideia da distribuição é coordenada pelo apresentador e ativista Montel Williams. Trata-se de uma parceria entre os produtores do filme, a editora do livro e a Nacional School Boards Association (NSBA).

“Acreditamos que oferecer aos estudantes das escolas públicas da América a oportunidade de testemunhar uma visão tão impiedosa dos males da escravidão é essencial para garantir que essa história nunca seja esquecida e que nunca se repita”, justificou o presidente da NSBA, David A. Pickler ao anunciar o projeto.

“Desde que li ’12 anos de escravidão’ pela primeira vez tinha o sonho de que esse livro fosse usado em escolas. Sou imensamente grato a Montel Williams e a National School Boards Association por transformar esse sonho em realidade e por compartilhar a história de Solomon Northup com a geração atual”, disse Steve McQueen.


Assista o filme online clicando aqui.



ACESSE PRETAS POESIAS:

Um comentário:

Anônimo disse...

NÃO SE DIZ FILME ''PRETO'' COM PRETEXTO DE FAZER REFERENCIA A RAÇA OU ETNIA DE INDIVÍDUOS PERTENCENTE AO GRUPO NEGROIDE. SE DIZ NESTE CASO ''FILME NEGRO'', ASSIM COMO SE DIZ ''MUSICA NEGRA''... ENFIM, PRETO É APENAS UMA VARIAÇÃO DA TONALIDADE DA COR DA PELE DE UM INDIVÍDUO PERTENCENTE A ESTE GRUPO E, MUITAS DAS VEZES NEM CHEGA SER PRETO, MAS UMA TONALIDADE MARROM ESCURA.

PRETAS POESIAS

PRETAS POESIAS
Poemas de amor ao povo preto: https://www.facebook.com/PretasPoesias